Cinta pós-parto: Funciona? Quais os cuidados? Melhores marcas?

0
122

Sabemos que a maternidade é uma benção, mas que causa mudanças corporais significativas nas mulheres, tanto interna quanto externamente.

E uma das mais evidentes é o estiramento do tecido que envolve o abdômen, o qual, depois do parto, tende a ficar flácido e caído.

Uma alternativa segura e funcional para tentar recuperar a modelagem original do corpo da mulher, além de reorganizar os órgãos e diminuir inchaços, é utilizando cinta pós-parto.

Cinta pós-parto

Saiba mais sobre esse ótimo produto a seguir!

Benefícios de usar cinta pós-parto

  • Ajuda a remodelar a silhueta da mulher;
  • Oferece estabilidade e mais segurança para a mulher ficar em pé sozinha, se mexer, tossir ou fazer qualquer outra atividade simples;
  • Oferece resistência à coluna, evitando dores ou fraquezas por conta do esforço após o parto;
  • Ajuda no retorno da posição do útero, o qual se encontra deslocado e inchado após o parto;
  • Evita a formação de seromas (acúmulo de líquidos), que podem acontecer em partos normais ou cesarianos.

Quando usar cinta pós-parto?

O uso da cinta pós-parto já é indicado logo após o nascimento do bebê, ainda mesmo no hospital. A mulher pode usar durante todo o dia, inclusive na hora de dormir, tirando apenas para tomar banho ou para praticar atividades físicas mais leves.

Até quando usar cinta pós-parto?

Recomenda-se utilizar a cinta pós-parto por até 3 meses depois do parto. A partir desse período, o corpo da mulher precisa ser fortalecido através de exercícios físicos, e o uso da cinta pode atrapalhar.

Prós e contras de usar cinta pós-parto

Dentre os prós, podemos citar toda a segurança para tarefas comuns no dia a dia que a cinta oferece à mulher, além de sustentar melhor a coluna e auxiliar no remanejamento dos órgãos internos.

No entanto, dependendo da forma de uso, podem haver contras no uso da cinta pós-parto, tais como problemas de circulação sanguínea se usadas de forma apertada, efeito contrário quanto à flacidez do abdômen de modo a enfraquecer ainda mais os tecidos do abdômen ou ainda pode retardar a cicatrização da operação, já que bloqueia a ventilação no local.

Cinta pós-parto funciona mesmo?

Quando utilizada num tamanho correto que respeite a anatomia da mulher, a cinta pós-parto funciona muito na recuperação depois do nascimento do bebê, pois colabora diretamente para fortalecimento dos músculos locais e recuperação da forma corporal de antes.

Mesmo com esses benefícios, alguns médicos não aprovam o uso por conta de chances de bloqueio de fluxo sanguíneo na região abdominal.

Sendo assim, use a cinta pós-parto somente sob autorização e acompanhamento médico, pois ao sinal de qualquer complicação, uma solução rápida pode ser sugerida pelo médico.

Cinta pós-parto de cesária

Apesar de não fazer parte das recomendações obrigatórias do pós-parto cesariano, em muitos casos ela pode ajudar bastante.

Primeiramente, o médico deve analisar o estado físico da mãe antes de colocar a cinta. Como na cesária há cicatriz, a cinta deve ser colocada somente de 24 a 48 horas depois do parto, até que a cicatriz se estabilize e possa ser coberta.

E então, a cinta será um meio seguro para limitar movimentos, reduzir dores, evitar que pontos soltem e ajudar com mais resistência física na mulher.

Quais os cuidados ao usar cinta pós-parto?

Os cuidados começam desde a hora de vestir a cinta, que deve ser um momento liberado pelo médico, para a partir de então a mulher poder usar de forma segura.

Nada de usar a cinta quando pontos do parto cesariano estiverem sangrando ou infeccionados, por exemplo. E outro cuidado básico, é claro, é sobre o tamanho dessa cinta, que deve deixar a mulher confortável, sem apertos.

A mãe deve ser orientada sobre desconfortos da pressão da cinta e higienização em casos de sangramentos.

Modelos de cinta pós-parto

  1. Cinta com busto para amamentação: Pode ser estilo macacão ou body e vem com uma abertura para as mamas para auxiliar na amamentação;Cinta com busto para amamentação
  2. Cinta sem pernas: Similar a uma calcinha com cintura mais alta, até o umbigo ou próximo aos seios;Cinta sem pernas
  3. Cinta com pernas: A cinta envolve o abdômen e também as pernas até a altura dos joelhos, auxiliando no controle do peso além da barriga que a mulher possa ter ganhado;Cinta com pernas
  4. Cinta com velcro: É uma cinta em forma de faixa que se fecha em volta ao abdômen, tendo como fechamento um velcro; característica de uso pós-cirúrgico.Cinta com velcro

Melhores marcas de cintas pós-parto

  1. Yoga

Yoga é uma conhecida loja online que vende cintas especiais para a fase de pós-parto da mulher. Acesse o site e confira todos os modelos e valores disponíveis, desde os mais baratinhos aos mais ricos em detalhes anatômicos: http://www.yogaonline.com.br

  1. Esbelt

Esbelt também é um site que vende lingeries e modeladores femininos e masculinos, inclusive para pós-parto. Acesse o site e confira toda a gama de produtos disponível: https://www.esbelt.com.br.

  1. Demillus

Demillus é uma empresa que fabrica lingeries de diferentes estilos, inclusive modeladores pós-parto. Você pode conferir todos os produtos e modeladores no site oficial da marca: http://demillus.vestemuitomelhor.com.br.

Onde comprar cinta pós-parto?

Encontre cintas pós-parto em sites ou lojas físicas especializadas ou com sessões de roupas íntimas; lojas de lingerie mais completas geralmente têm coleções para mamães gestantes e de pós-parto, então pesquise! São algumas das lojas mais populares onde você pode encontrar cintas de boa qualidade:

  • Lingerie.com.br
  • Shopping da Gestante
  • Yoga Online
  • Center Cintas
  • Corpetes Brasil
  • Dafiti
  • Lojas Americanas (diferentes vendedores)
  • Mercado Livre (diferentes vendedores)
  • Entre outras.

Preço de cinta pós-parto

Os valores variam bastante de acordo com o modelo escolhido, tipo de material, marca, dentre outros detalhes. Os modelos mais simples custam a partir de R$40 reais, podendo chegar até cintas de R$350 reais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here