Cuidados com o couro cabeludo: Ressecado, inflamado ou irritado. Saiba mais!

0
824

Você sabia que na maioria das vezes em que a beleza dos cabelos está comprometida é por conta de má saúde do couro cabeludo?

Ele é justamente o terreno onde nossos fios florescem, portanto se não há uma superfície saudável, não nasceram bons fios também, além de que torna-se uma região vulnerável a doenças dermatológicas.

Cuidados com o couro cabeludo

Para evitar isso tudo e ter lindos cabelos, vamos te ensinar alguns cuidados com o couro cabeludo a seguir:

Cuidados para cada tipo de couro cabeludo

Faz parte das características que nos diferenciam o tipo de couro cabeludo que cada um de nós temos, o qual pode variar de acordo com nossa idade, raça, hormônios, clima e uso de produtos químicos. Os mais comuns são:

  1. Couro cabeludo oleoso

Nosso couro cabeludo possui uma alta quantidade de glândulas sebáceas que, quando em equilíbrio, servem como agente condicionador no cabelo e ajudam a reter umidade, principalmente nos dias mais secos.

Sendo assim, ter óleo nos cabelos é saudável, mas não em excesso! Quando o couro cabeludo fica oleoso pode ser sinal de falta de higienização correta, uso de produtos errados, cabelo desprotegido em climas quentes, etc.

Outros fatores que aumentam a produção de óleo no couro cabeludo são o estresse emocional e dietas ricas em carboidratos e com carência de vitamina B6.

1.1 Como cuidar de couro cabeludo oleoso?

  • Use shampoos transparentes ou translúcidos, pois são essas texturas que mais limpam o couro cabeludo;
  • Lavar o cabelo pela manhã é melhor;
  • Lavar com água fria ou morna, nunca quente, pois estimula ainda mais a produção de óleo na cabeça;
  • Evite forçar o couro cabeludo fazendo tranças ou penteados apertados;
  • Utilize condicionador sem excessos e nunca na raiz.
  1. Couro cabeludo seco

Quando o couro cabeludo está seco ele apresenta sinais de irritação, abrindo espaço para coceiras e feridas, o que abre caminho até mesmo para doenças dermatológicas.

Em muitos casos, significa algum problema nas glândulas sebáceas que não estão controladas. Esse ressecamento indica uma necessidade extrema do couro cabeludo de hidratação, ou seja, maior nível de água.

Um couro cabeludo seco gera fios secos e quebradiços. O couro cabeludo seco pode apresentar com mais facilidade caspa, feridas, cortes, dor, sensibilidade e um cabelo bastante sem vida.

Dentre as possíveis causas estão carência de proteínas ou vitaminas, água muito quente, calor excessivo e cosméticos errados.

2.1 Como cuidar de couro cabeludo ressecado?

  • Busque dicas com dermatologistas e também com nutricionistas; atualizando seus exames, eles poderão mostrar de quais nutrientes você tem carência para assim reajustar alimentação e até fazer suplementação necessária;
  • Utilize cosméticos com foco em nutrição e hidratação capilar para repor os líquidos necessários;
  • Alguns dermatologistas podem indicar terapias capilares, como eletroterapia ou fototerapia, para reativar as camadas protetoras do couro cabeludo.
  1. Couro cabeludo sensível

O couro cabeludo sensível quando exposto às alterações de clima e produtos diariamente pode ficar irritado e sensível ao toque.

Pode ficar sensível por conta de estresse, calor, frio, alergia a produto, dentre outros. Fatores que causam queda de cabelo também podem deixar o couro cabeludo sensível e irritado facilmente.

Dentre os principais sintomas destacam-se vermelhidão, sensibilidade a vários produtos, irritação, coceira, feridas e cabelos secos.

3.1 Como cuidar do couro cabeludo irritado?

  • Buscar dicas específicas sobre sua pele do couro cabeludo com uma dermatologista; através de exames clínicas podem ser diagnosticadas dermatites, oleosidade excessiva ou desidratação.

Não são doenças e sim condições com tratamento; nesta mesma consulta peça sugestões de shampoos, condicionadores e outros cosméticos específicos para seu couro cabeludo sensível e irritado, como também soluções para alívios de coceira e para sarar as feridas.

O que pode ser couro cabeludo descamando?

couro cabeludo descamando

Normalmente, ocorre quando há oleosidade excessiva na região, seja por alterações hormonais ou de clima, ou qualquer outra. Esse fatores levam à caspa, que causam descamação.

Em outros casos, quando o couro cabeludo também é sensível, podem ocorrer as dermatites, que também soltam casquinhas na cabeça, muitas vezes com coceira extrema, o que traz ainda mais cascas com.

Descamação também pode ser sinal de alergia a produtos ou procedimentos químicos, que são resolvidos logo quando o uso do produto é cessado.

Para evitar descamação, use produtos corretos, não use produtos diretamente na raiz e cuide da sua saúde como um todo, pois pode ser reflexo de algo mais interno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here