Arginina: O que é? Como tomar suplemento? Tem efeitos colaterais?

0
161

Um dos suplementos que mais aumenta a performance nos exercícios e ainda auxilia na qualidade nutricional do atleta ou amador é a arginina. Saiba mais sobre este poderoso aminoácido, sua função, como tomar o suplemento e muito mais!

Arginina

O que é arginina?

A arginina é um aminoácido que nosso corpo produz naturalmente. Faz parte de várias funções no organismo, desde cicatrização a imunidade. Sendo assim, a suplementação com arginina é um up no organismo, trazendo os mais variados benefícios.

Qual sua função

Este aminoácido é fundamental para a nossa saúde como também manutenção das atividades do organismo. Dentre algumas de suas funções estão sintetizar cabelo e pele, melhorar a circulação sanguínea, auxiliar na produção de insulina, dentre outras atividades no organismo que trazem o equilíbrio e saúde.

Para que serve arginina no cabelo?

A arginina é um dos aminoácidos que faz parte da cadeia dos aminoácidos presentes na queratina, a qual é a principal proteína formadora dos fios de cabelos. Cerca de 9% da fórmula da queratina é de arginina.

Sendo assim, a arginina é um dos aminoácidos mais importantes para revitalizar a estrutura do fio, principalmente fios finos, porosos e ressecados.

Esse aminoácido também é o nutriente que mais estimula o crescimento de novos fios, sendo ideal para quem sofre com queda capilar. Está presente em cápsulas de suplemento com finalidade estética ou ainda contida em fórmulas de produtos como shampoos e cremes de tratamentos variados.

Benefícios

Quando consumida em forma de suplemento nas quantidades certas, a arginina traz diversos benefícios ao corpo. São alguns deles:

  1. Aumenta o desempenho muscular, pois tem ação revigorante no organismo;
  2. Auxilia numa recuperação mais rápida nos músculos, evitando fadiga e cansaço;
  3. Aumenta a massa muscular, afinal melhora o fluxo sanguíneo dentro dos músculos, estimulando síntese protéica;
  4. Melhora a cicatrização no corpo, desde feridas a uma mais rápida formação de tecidos;
  5. Elimina toxinas do organismo, pois melhora o trabalho do fígado auxiliando no efeito detox natural do órgão;
  6. Auxilia em disfunções sexuais, afinal melhora o fluxo sanguíneo pelo corpo, e muitas razões dos problemas de impotência são relativas à circulação sanguínea;
  7. Aumenta a imunidade, afinal aumenta a produção das células de defesa.
  8. Auxilia nos tratamentos em cabelos, pois é o aminoácido base para a formação da queratina.

Efeitos colaterais

A arginina em si é um aminoácido extremamente benéfico à saúde, no entanto, se as dosagens são indiscriminadas e o suplemento é consumido de qualquer forma e por período indeterminado, pode ser que surjam efeitos colaterais.

Se consumida em excesso, a arginina atrapalha no ganho de massa magra no organismo, causando efeito rebote.

Além disso, os suplementos com esse aminoácido são contraindicados para mulheres grávidas, que estão amamentando, diabéticos e outras exceções determinadas por médicos.

Qual a diferença entre arginina e L-arginina?

Arginina e L-arginina são nomes relativos à mesma substância. A diferença entre os nomes é que arginina é o nome comumente usado, inclusive em embalagens de produtos, e L-arginina é o nome científico da substância.

Sendo assim, se você encontrar um produto escrito na marca Arginina, mas na fórmula tem escrito L-arginina, não se preocupe, pois estão falando da mesma substância.

Como tomar

A arginina pode ser consumida em forma de alimentos ou também em doses mais concentradas através da suplementação. Lembrando que se for consumir suplementos, a dose saudável é de aproximadamente de 50 mg a 30 g por dia, mas você precisa definir essa dose diária com seu médico ou nutricionista.

Alimentos contendo arginina

Para aumentar a quantidade de arginina no seu corpo, você pode direcionar a sua alimentação a mais alimentos que contenham este aminoácido naturalmente.

São alguns deles: filé de frango, frutos do mar, leite, queijo, iogurte, nozes, castanhas, feijão, alimentos integrais, avelã, milho, cacau, aveia, kiwi, uva, morango, dentre outros. Monte um plano alimentar com seu nutricionista.

Arginina em forma de suplemento

Você pode consumir a arginina no dia a dia em forma de suplemento em cápsulas ou em pó, que pode ser comprada pronta em farmácias comuns ou ainda manipulada em farmácias especiais.

Seu médico ainda pode sugerir de manipular fórmulas contendo arginina e outros nutrientes, como vitamina A, vitamina C ou ômega 3, por exemplo.

Geralmente, o uso recomendado é de uma cápsula ou mistura com pó pela manhã e outro no período da tarde ou pós-treino no seu dia.

Preço

O preço da arginina no mercado depende muito da apresentação do produto, que pode ser em pó, de diferentes gramaturas, ou ainda em cápsulas, com diferentes quantidades por pote.

Outra possível variação é a combinação da arginina com outros componentes saudáveis no mesmo produto, o que influencia no preço final também.

No geral, potes do produto variam de R$20 a R$50 reais. Procure optar por embalagens com maior quantidade de cápsulas se deseja fazer um consumo prolongado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here