Dermolipectomia: o que é, para que serve, como é feita, preço

0
151

Transformar o abdômen, eliminar gorduras localizadas e a flacidez e dar adeus àquela barriguinha desagradável são objetivos de muitos homens e mulheres. Felizmente, cirurgiões plásticos sempre estão atentos às novidades da área e essas técnicas podem mudar a autoestima!

Dermolipectomia

Um exemplo é a Dermolipectomia, também conhecida como Abdominoplastia.

O que é Dermolipectomia

Dermolipectomia é um procedimento da área de cirurgias plásticas que age na remoção do excesso de pele e da gordura abdominal.

Para que serve

A região do abdômen é a que mais sofre com a gordura localizada e esse fato afeta não somente o bem-estar da pessoa como sua saúde.

A dermolipectomia serve para corrigir a flacidez da pele abdominal, eliminar o excesso de pele e gordura da área e aproximar os músculos abdominais que podem ter sido separados por conta do excesso desses itens ou mesmo por múltiplas gestações.

Como é feita

A dermolipectomia é uma das cirurgias plásticas mais realizadas atualmente. O procedimento é invasivo e exige anestesia, que pode ser peridural ou geral – isso dependerá da opinião do cirurgião plástico.

Uma incisão transversal em forma de semicírculo é realizada na região do abdômen. O médico realiza o deslocamento da pele e do tecido gorduroso subcutâneo para visualizar a musculatura.

Aproveita-se para realizar a correção da flacidez muscular por meio de uma costura nesta musculatura. Depois, retira-se a quantidade de pele e gordura em excesso.

A sutura deve ser feita com cuidado para que os tecidos sejam reconstruídos prudentemente.

O tempo de cirurgia é variável, podendo levar de 2 a 5 horas – o que vai depender é a extensão do tecido que será removido e se há outros procedimentos a serem feitos (como a lipoaspiração, por exemplo).

Dermolipectomia das coxas

Certas pessoas apresentam um abaulamento flácido na porção interna das coxas. Isso acontece após vários emagrecimentos ou mesmo em alternâncias de períodos de ganho e perda de peso, o que provoca um excesso de pele formado pelo estiramento durante a época em que se está com sobrepeso.

A pele interna da coxa é bem fina e a dermolipectomia pode ser uma alternativa para eliminar esse excesso e fornecer um contorno mais natural e menos flácido.

Dermolipectomia crural

Chama-se de dermolipectomia crural ou cruroplastia a cirurgia plástica voltada para a retirada do excedente de pele e gordura que estão situadas nas coxas.

A cruroplastia pode durar entre 2 a 4 horas e o médico pode optar tanto por anestesia peridural como geral, dependendo do paciente.

Antes e depois

A dermolipectomia (ou abdominoplastia) traz ótimos resultados desde que o paciente tome todos os cuidados fornecidos pelo médico.

Confira estas duas fotos de exemplo para verificar como o contorno corporal teve mudanças extremamente positivas após a cirurgia plástica:

Dermolipectomia abdominal não estética

A dermolipectomia abdominal não estética é uma abordagem em que um paciente submetido a cirurgia bariátrica poderá ver como necessária, tanto para âmbito funcional quanto estético.

Possivelmente, a dermolipectomia para fins não estéticos pode ser coberta pelo plano de saúde ou pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Outros casos também podem ser cobertos, como a grande perda de peso sem o paciente ter passado pela gastroplastia.

Preço

A dermolipectomia tem um valor aproximado de R$ 8.000,00 a R$ 20.000,00, estando sujeito a variações por conta do profissional (cirurgião plástico) a ser contratado, a clínica, a extensão da cirurgia e a região em que o paciente mora.

Não existem preços tabelados para cirurgias plásticas, por isso é essencial fazer um levantamento de valores com os profissionais confiáveis e capacitados, ou seja, que cumpram todos os requisitos de segurança e qualidade.

Dermolipectomia para correção de abdômen em avental

O nome sugere uma cirurgia em que a incisão é feita acima da região pubiana e tem o formato de semicírculo, como comentado anteriormente. O que muda para cada paciente é o tamanho dessa incisão, pois irá ser de acordo com a necessidade de tratamento.

O processo é o mesmo: separa-se a pele e a camada de gordura para que os músculos abdominais sejam expostos. Assim, o cirurgião plástico irá os suturar de modo a manter a parede abdominal plana e firme. A pele será esticada sobre a parede do abdômen, sem mexer no umbigo.

Quando coberto, o médico irá fazer uma incisão pequena para trazer visibilidade ao umbigo novamente. A pele e a gordura são removidas. As suturas são feitas e se for necessário coloca-se um dreno para evitar a formação de líquidos e acúmulo de sangue.

Com os curativos e bandagens, está feita a cirurgia.

Dermolipectomia em âncora

O nome dermolipectomia em âncora se refere ao tipo de técnica utilizada na cirurgia, semelhante a um “T” invertido, por isso a designação de “âncora”.

Nesse caso, o excesso de pele é retirado tanto da maneira vertical quanto horizontal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here