Hiperidrose: O que é, sintomas, desodorante, cirurgia, remédios

1
864

Muito mais que ansiedade ou nervosismo, o suor excessivo que uma pessoa tem pelas mãos ou pelas axilas, por exemplo, pode ser sinal de uma doença chamada hiperidrose. Se você acha que está sofrendo com isso e está buscando ajuda, conheça as principais causas e sintomas da doença a seguir e também saiba qual médico procurar.hiperidrose

O que é hiperidrose?

Hiperidrose é um tipo de síndrome na qual as glândulas sudoríparas de determinadas partes do corpo são superativas, fazendo com que haja transpiração em excesso de forma repentina e imprevisível no local.

Claramente, é uma doença que atrapalha no convívio social e de certa forma envergonha a pessoa por conta de manchas de suor nas roupas, na pele, dando aparência de nervosismo ou até mal-estar.

Sintomas da hiperidrose

Suar por conta de calor ou esforço físico é algo normal, no entanto esse suor se torna incomum quando vem de repente ou induzido por conta de uma má condição de saúde. O sintoma físico mais aparente é a transpiração excessiva, literalmente molhando de suor determinada parte do corpo.

Por conta disso, a pessoa pode ficar a parte do corpo escorregadia, com mal-cheiro e, dependendo do local, com dificuldade de fazer certos movimentos ou atividades por conta de constrangimento. Outros sintomas da hiperidrose podem ser formigamentos, dores de barriga, tensão pelo corpo, sensação de medo e até insônia.

Principais características das hiperidroses:

Hiperidrose nas mãos (palmar)

Suar pelas mãos é algo comum, principalmente em situações de nervosismo, mas em excesso já é considerado doença. Hiperidrose palmar é algo muito comum nas fases infantil e na adolescência das pessoas.

Ocorre quando há a produção excessiva de suor apenas nas mãos, não sendo seguido de mal cheiro, apenas deixando as mãos molhadas e escorregadias. Pode ser diminuída simplesmente com o controle emocional através de medicamentos antidepressivos; outros tratamentos são botox com efeito temporário, cirurgia, desodorante e acupuntura local.

Hiperidrose nos pés

Infelizmente, é uma doença bem mais chatinha quando acontece na parte dos pés. Não bastasse o excesso de suor nos pés, a hiperidrose plantar causa o famoso e odiado chulé. Também é ligado ao sistema nervoso da pessoa, surgindo em situações de ansiedade. O pior de tudo é que deixa a área suscetível a outras doenças de pele e fúngicas como micose, verrugas, bolhas e até infecções.

O higiene é muito importante para essa condição! Lavar com sabonetes antibactericidas, secar bem os pés antes dos sapatos, usar desodorante nos pés e ficar descalço em casa para os pés respirarem. Outros tratamentos são botox, medicamentos e cirurgia de simpatectomia lombar para eliminar o suor dos pés.

Hiperidrose no rosto

A maioria dos casos é vista pelos médicos como hereditária. Não se trata de pele oleosa e sim de suor em excesso, com perda líquida de água, sal e eletrólitos pela pele. A ansiedade também é o maior gatilho para esses casos, causando hiperatividade nas glândulas sudoríparas.

Pode incomodar muito de várias formas, como suor entrando pelos olhos, atrapalhando a qualidade e durabilidade de quem usa maquiagem, deixa a pele grudenta se tiver com cremes hidratantes, entre outros.

Algumas intervenções médicas recomendadas são medicamentos com efeito antitranspirante, injeções de botox ou cirurgia de sintetractomia endoscópica torácica (corta os nervos que ativam as glândulas sudoríparas).

Hiperidrose nas axilas

O suor em excesso nas axilas ainda pode ser mais constrangedor para as pessoas porque mancha as roupas e a pessoa ainda fica parecendo “pouco higiênica”.

É uma condição que atrapalha quem usa roupas com mangas, principalmente tecidos que aumentam a evidência do suor, como também traz chances de mau cheiro nas axilas por causa do abafamento da área. Esse tipo de suor em excesso também é ligado com ansiedade, mas também pode ser uso incorreto de produtos ou até má alimentação.

Dentre os tratamentos recomendados estão uso de loções de sais de alumínio (algumas pessoas não toleram), injeções de botox e cirurgia de remoção das glândulas.

Desodorante para hiperidrose

Como foi dito várias vezes nos tratamentos sugeridos acima, um desodorante para mãos, pés ou axilas pode ser indicado pelo seu médico. Não é como esses comuns de mercado que vemos, em forma de spray ou roll on, e sim um tipo de antitranspirante mais potente e com substâncias específicas concentradas. São alguns:

Desodorante manipulado: Na receita, geralmente vai cloreto de alumínio, álcool etílico e ácido salicílico, os quais balanceiam melhor o odor e controlar o suor da área nas crises.

  • Perspirex: Ajuda a controlar o suor de 3 a 5 dias; muito elogiado na internet.

Perspirex

  • Vichy Stress Resist: Protege por 72h e é hipoalergênico, indicado para casos leves.

Vichy-Stress-Resist

  • Driclor: Muito usado e recomendado, basta usar pela noite que o suor diminui bastante.

Driclor

  • Odaban: Semelhante ao anterior, porém indicado para casos mais leves.

Odaban

Qual médico procurar para hiperidrose?

Se conviver com esse suor excessivo, seja em qual parte do corpo for, incomoda você, está na hora de entrar em contato com um médico para saber como tratar. São alguns especialistas que podem diagnosticar e orientar você sobre a doença: clínico-geral, dermatologista, endocrinologista, infectologista ou até mesmo um psiquiatra ou psicólogo.

Na consulta, relate os sintomas, frequência, áreas de suor e também seu histórico médico e familiar com relação a essa condição.

Cirurgia para hiperidrose

Também chamada de cirurgia do suor, a simpatectomia é feita na região do tórax ou no abdômen, variando de acordo com a região da alta sudorese do paciente. É feita no tórax quando busca eliminar o suor da face, pescoço, mãos e axilas; o outro tipo é realizado quando visa-se eliminar o suor de áreas como pés, coxas e virilhas.

Não é indicada logo de primeira pelo médico, pois mesmo sendo uma cirurgia simples, não tem 100% de garantia de resultado, pois cada corpo reage de uma forma.

Remédio para hiperidrose

Infelizmente, não existem medicamentos indicados exclusivamente para essa função de diminuir produção de suor. Porém, outros remédios como anticolinérgicos ou anticolinesterásicos, que são indicados para casos como incontinência urinária podem ajudar no problema!

Um dos mais famosos à base de cloridrato de oxibutina é o Retemic ou Ditropan. Não pratique automedicação!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here